20 de Dez de 2014

Aplicações exteriores.

Painéis Piral HD Hydrotec outsider:
painéis para aplicações externas padrão e para aplicações externas para ambientes com elevada higiene.


Requisitos
> Resistência aos agentes atmosféricos,
cargas, vento e neve;
> Resistência às perfurações e aos choques acidentais.
Aplicações
> Centros comerciais, edifícios públicos, escritórios;
> Teatros, cinemas, instalações desportivas;
> Aeroportos e terminais ferroviários.

 Painel Piral HD Hydrotec o Outsider - espessura 30,5 mm.
Alumínio: texturado/texturado 200μm/80μm
Especificação: a espessura de 30,5 mm da espuma e 200μm do alumínio externo confere resistência aos agentes atmosféricos e os choques acidentais. Utilizar com o impermeabilizante Gum Skin.

As condutas de termoventilação e condicionamento em pré-isolados de alumínio serão realizados com painéis sanduíche eco-compatíveis PIRAL HD HYDROTEC OUTSIDER com as seguintes características:

Painel com espessura de 30,5 mm;
Alumínio externo: espessura 0,2 mm textura revestida com poliéster;
Alumínio interno: espessura 0,08 mm textura revestida com poliéster;
Condutividade térmica inicial: 0,022 W/(m ºC) aos 10 ºC;
Componente isolante: poliuretano expandido apenas por água sem uso de gases de efeito estufa (CFC, HCFC, HFC) e hidrocarbonetos (HC);
Densidade isolante: 46-50 kg/m3;
Expansor do isolante: ODP (potencial de depleção de ozono) = 0 e GWP (potencial de efeito estufa) = 0;
% células fechadas: > 95% conforme ISO 4590;
Classe de rigidez: R 900.000 conforme UNI EN 13403;

As condutas serão revestidas durante a produção com um revestimento impermeabilizante do tipo Gum Skin. Não deverão ser utilizados compostos à base de betume. Aconselha-se a aplicação de gazes de tecido como reforço na proximidade dos pontos das flanges.
As condutas serão construídas com base os padrões do P3ductal e em conformidade com a norma UNI EN 13403.

Especificações técnicas
REFORÇOS

Onde necessário, as condutas serão dotadas de reforços especiais para garantir, durante o exercício, a resistência mecânica. O cálculo dos referidos reforços será efectuado de acordo com as tabelas do produtor. A deformação máxima dos lados do tubo não deverá superar 3% ou 30 mm, conforme previsto pela UNI EN 13403.

FLANGES

As junções entre os segmentos individuais da conduta serão realizadas por meio de flanges do tipo “invisível” com perfis de encaixe incorporado que garantirão um desempenho pneumático e mecânico adequado de acordo com o previsto pela norma UNI EN 13403.
O comprimento máximo de qualquer segmento individual da conduta será de 4 metros.

SUSTENTAÇÃO

As condutas externas deverão ser sustentadas em cada 2 metros, acima do chão, com suportes adequados contra as oscilações do vento, e nas secções horizontais, deverão ser instalados com uma inclinação suficiente para drenar a água.

CARGA NEVE/VENTO

As condutas deverão ser dimensionadas de modo a suportar também uma carga de neve/vento conforme as tabelas do produtor.

DETALHES CONSTRUTIVOS

Em caso das condutas atravessarem o tecto, estes serão efectuados de curvas com “pescoço de ganso” na parte terminal no objectivo de evitar a entrada de água e neve. Todas as aberturas externas das condutas, a saída, entrada de ar externo, serão devidamente fornecidas com uma rede de protecção.
 

DGAE IAPMEI MEI QREN